x Nathalia



21 anos. Apaixonada pela leitura e pela escrita.

"Minha motiva��o foi esta: tentar resolver, atrav�s de versos, problemas existenciais internos. S�o problemas de ang�stia, incompreens�o e inadapta��o ao mundo. Eu escrevo e assim me livro de mim e posso ent�o descansar."

"Ouve-me, ouve o meu sil�ncio. O que falo nunca � o que falo e sim outra coisa. Capta essa outra coisa de que na verdade falo porque eu mesma n�o posso." - Clarice L.

"Se escrevo o que sinto � porque assim diminuo a febre de sentir." - Fernando Pessoa


x Blogs que Leio...


Heloisa Perisse
Meu Infinito Particular
Minhas Piras
Diligência
Onomatopéia
Quimera da Jú
Menina Nina
No silêncio das palavras
Batom cor de Rosa
Quase nada secreto
Outro blog da Mary
By Luiza Terpins
Equilbrio Insano

Arquivos

Passado

Link-me

Layout e HTML por Pri Pinheiro
Todos os Direitos Reservados.
J u s t . P r i . z i p . n e t ______ Pe�a o Seu tamb�m... �
de Gra�a!!

Tera-feira , 23 de Dezembro de 2008


Ano novo, Blog Novo:

 

www.pensamentos-bynathy.blogspot.com

 

 



Escrito por: Nathy �s 21:40
_____________________________




Novo endereço

 

Em breve este blog terá um novo endereço...



Escrito por: Nathy �s 18:52
_____________________________



Domingo , 14 de Dezembro de 2008


Conversas na madrugada

Nunca fui de dormir em casa de amigas. Sempre gostei que minhas amigas dormissem em casa, mas dormir fora nunca foi minha praia. Não que eu não tenha dormido, muito pelo contrário: dormi várias vezes, mas nunca foi muito fácil me convencer. Hoje eu estava navegando pelo orkut e vi uma comunidade: “O infindável papo noturno”.
E a descrição falava dos papos que surgem na madrugada, quando um amigo vem dormir na sua casa. E isso me fez lembrar como são mesmo infindáveis os papos na madrugada! Podemos ficar o dia inteiro juntos, mas a conversa vai fluir tarde da noite. Parece até que o tempo é curto na madrugada pra falar tudo que vem na cabeça. Parece que todas as lembranças, tudo que já passamos, vêm na memória ali naquele momento. E a gente fala com empolgação, faz confissões, e vai dormir ao amanhecer. Eu até já vi o sol nascer...
Bom, eu sempre amei a madrugada, ela parece fonte de inspiração para mim: é a hora que eu consigo escrever, é a hora que eu gosto de ler, é a hora que eu gosto realmente de conversar!
Não só de conversar, mas também de ouvir... Isso me fez lembrar das poucas vezes que dormi na casa de uma amiga, mas do quanto nós conversamos de madrugada, e marcou!
Não sei qual é o mistério da madrugada, mas para mim, é nela que as coisas fluem!
Na noite escura, do céu estrelado...é aí que tenho paz!

 



Escrito por: Nathy �s 02:46
_____________________________



Segunda-feira , 13 de Outubro de 2008



 

Detesto me sentir assim...

 

Pequenas coisas podem me derrubar.
E eu me sinto fraca.
Aqueles sentimentos, aqueles medos e inseguranas voltam para me confundir...

E levar a minha alegria embora...

 



Escrito por: Nathy �s 23:25
_____________________________



Domingo , 13 de Julho de 2008


 

"Os dias talvez sejam iguais para um relgio, mas no para um homem."

 

Dia 3 de junho o blog fez 2 anos. Mas eu no tive tempo de vir postar algo. Ultimamente no tenho tido tempo para muitas coisas, j que todo tempo livre, tenho que dedicar ao TCC. Eu que nunca gostei de final de ano, no vejo a hora de este chegar ao fim. Sei que muitas mudanas ainda viro, e eu nunca estou bem preparada para isso, mas confesso que no vejo a hora de estar com meu diploma na mo, comear minha ps e trabalhar sem me preocupar com faculdade.

Eu sempre falei que nunca ia me adaptar a essa vida universitria, que nunca ia sentir falta de tudo isso e que essa nunca seria a melhor fase da minha vida. Ainda continuo dizendo que essa nunca foi a melhor fase da minha vida mesmo, mas confesso que sentirei saudades do pouco que vivi.

Acho que tenho muito que escrever. Mas falta tempo e tranqilidade. Muitas mudanas esto acontecendo e ainda vo acontecer na minha vida.
Essa semana foi minha ltima sesso na psicloga. Resolvi caminhar com minhas prprias pernas. Livre de remdios, livre de terapeuta... No sei at quando. Mas chegou a hora de tentar. Vivendo os altos e baixos da vida, pronta pra qualquer recada normal.

 

Voltei para dizer que meu blog nunca est abandonado, pois eu nunca tive dia, para aqui escrever. Continuo escrevendo com o objetivo de sempre: atravs de versos, expressar o que sinto, desabafar e diminuir a febre de sentir (como diz Fernando Pessoa)

 



Escrito por: Nathy �s 17:59
_____________________________



Sbado , 24 de Maio de 2008


 


"Aprendi com a primavera; a deixar-me cortar e voltar sempre inteira." - Ceclia Meireles

Depois de dois meses, estou de volta. Cheia de sentimentos e muito que escrever, mas aqui no o lugar apropriado para expor tudo que sinto. Sou apaixonada pela escrita e atravs dela que coloco pra fora muito sentimento, mas aprendi que a melhor forma de desabafar e se sentir melhor FALANDO! Ainda tenho um bloqueio e uma dificuldade muito grande em falar, mas tenho que confessar que esse o melhor remdio.

Agora sou uma mulher de 21 anos. E como sempre, vivendo os altos e baixos da vida. Sofrendo muito, chorando muito...

Neste momento da minha vida, sou uma mulher completamente apaixonada, que anda suspirando, sonhando acordada, mas que sente, chora e sofre muito. Vivo procurando o caminho certo para a felicidade e se for mesmo este, que Deus possa abrir as portas do seu corao, caso contrrio, que tire essa paixo de dentro do meu peito.

Queria agir pela razo, mas quando se trata do corao, ele s emoo: desmonta-se inteiro, chora e no abre mo de se abrir para outra paixo. Meus olhos s conseguem ver uma pessoa, meu corao no se abre para outra e infelizmente ele sofre por dar abrigo a algum que no o corresponde como gostaria. E neste momento, eu vivo pedindo a Deus para que eu encontre a felicidade, de uma maneira ou de outra.

 



Escrito por: Nathy �s 18:46
_____________________________



Sbado , 29 de Maro de 2008


 

Acidentalmente apaixonada...

 

Ver voc assim, to simples, to voc...

Seu jeito de andar, seu jeito de olhar...

que me faz perder os sentidos e a razo

 

Meu corao dispara

Minhas pernas amolecem

Meu estmago embrulha

 

Perco-me em pensamentos de iluso

Ser que tem que ser mesmo assim?

Ser verdade?

Porque no consigo acertar uma vez?

 

Meu desejo maior que a razo e a emoo

Meus olhos no conseguem te olhar como deveriam

E eu caminho, tentando esquecer.

Tentando no olhar

Tentando abandonar

 

Mas no fundo bem diferente!

E eu que tinha tanto medo de me apaixonar

Agora me sinto completamente envolvida

Sem saber como dessa eu vou sair!

 

 

 



Escrito por: Nathy �s 23:32
_____________________________



Sbado , 22 de Maro de 2008


  

   
"O sangue de Jesus Cristo, o Filho de Deus,
nos purifica de todo o pecado"
(1 Joo 1:7)

 

Jesus Cristo deu novo significado Pscoa. Ele trouxe a esperana de uma vida melhor, trouxe a receita para que o povo se libertasse dos sofrimentos e da maldade.

Para os cristos, a morte de Jesus Cristo representa o fim dos tormentos e do sofrimento. A sua ressurreio simboliza o incio de uma vida nova, iluminada e regrada pelos preceitos de Deus.

Assim, o Domingo de Pscoa, dia em que Jesus ressuscitou, marca a passagem da morte para a vida, das trevas para a luz.

Hoje, o Domingo de Pscoa, representa para os que acreditam em Cristo, uma oportunidade de fazer uma anlise da sua vida, estabelecendo um ponto de recomeo!

 

Feliz Pscoa!

 



Escrito por: Nathy �s 01:55
_____________________________



Domingo , 02 de Maro de 2008


 

 

"Nossas dvidas so traidoras e nos fazem perder o que, com freqncia, poderamos ganhar, por simples medo de arriscar." (William Shakespeare)

 

Um interesse repentino surgiu e com ele o medo de tentar, de se entregar e sofrer.

Acho que ainda tenho cicatrizes, estou sensvel e tenho muito medo. Passaram-se alguns anos, e eu tive tempo de me recuperar e tentar viver novamente uma sensao que eu sempre admirei. Meu corao era uma pedra, mas hoje sinto que ele est congelado e que a qualquer momento pode comear a derreter. Mas eu tenho medo. Queria poder ter certeza, antes de me machucar. Mas concordo com Carlos Drummond quando diz, que a cada dia que vivemos, mais nos convencemos de que o desperdcio da vida est no amor que no damos, nas foras que no usamos, e que esquivando-nos do sofrimento, perdemos tambm a felicidade. Ento a nica coisa que tenho a fazer tentar. E tentar arriscar-se a falhar. Mas preciso correr riscos. S assim, eu vou poder aprender, sentir, crescer, mudar, amar e viver...



Escrito por: Nathy �s 01:16
_____________________________



Domingo , 17 de Fevereiro de 2008


 

 

Sensibilidade flor da pele...

 

Chorei sem motivos aparente

Lgrimas escorriam sem controle

E eu como de costume, tentava dominar.

 

Meus olhos ardiam

Eu respirava fundo

Mas neles as gotas voltavam a brotar

 

 



Escrito por: Nathy �s 18:11
_____________________________



Sbado , 16 de Fevereiro de 2008


 

 

Professor, uma profisso!
Educador, a mais nobre de todas as misses!

 

E mais uma vez eu venho dizer que tenho certeza daquilo que quero, e que realmente fiz a escolha certa, por mais dificuldades que eu encontre pela frente.

Meu trabalho comeou, uma nova turma eu conheci e tenho certeza mais uma vez, que tudo que eu fizer durante este ano, eu serei recompensada.

Agora voltam-se as aulas, voltam-se os trabalhos, os estgios, a correria...e o TCC.

, chegou o to esperado ltimo ano da faculdade. O medo me invadiu, a insegurana as vezes toma conta, mas ainda tenho pensamentos positivos que fazem eu lutar contra esses sentimentos.

No vejo a hora de me formar, de segurar meu diploma na mo e exercer a to bela profisso de professora e a misso de educadora.

Deus d o dom para cada pessoa e este o dom que Ele me deu. Desde pequena esse era o meu sonho.

Sim, toda menina passa pela fase de querer ser professora um dia, porm eu nunca passei dela. Cresci com o sonho de fazer a diferena na vida das crianas. Assim como alguns professores fizeram na minha.

fato de que os tempos mudaram, as crianas so outras, mas eu ainda creio no poder do educador, e no poder que eu tenho de fazer a diferena na vida de uma criana.

 



Escrito por: Nathy �s 10:54
_____________________________



Domingo , 10 de Fevereiro de 2008


 

 

Voltando ao trabalho...

 

E amanh inicia um novo ano letivo, uma nova turma, um novo desafio!

 

Professor aquele que d capacidade ao aluno usando um veculo chamado amor



Escrito por: Nathy �s 18:20
_____________________________



Sexta-feira , 08 de Fevereiro de 2008


 

 

"Tudo muda quando voc muda."

 

Eu no sei explicar o que acontece dentro de mim. Vivo em constante mutao. Mistura de sentimentos: alegria num momento e tristeza repentina em outro. Vivo numa montanha russa. Mas hoje confesso que estou diferente. Desde que comeou 2008, tenho me sentido bem, pensamentos positivos comearam a surgir (o que era raro e difcil para minha cabea).

Embora algumas pessoas no acreditem (outras concordem plenamente comigo). Hoje, eu creio que na vida s vezes necessrio sim, tomar remdio para se sentir bem e eu vou continuar dizendo que se for para eu tomar remdio a vida inteira para me sentir melhor, eu vou continuar tomando. Nunca achei que eu fosse pensar dessa forma, pois sempre condenei e fui totalmente contra esse tipo de procedimento, mas s quem VIVE para entender o que falo.

Eu creio que isso no vai prolongar-se por muito tempo na minha vida, e que s uma fase de tratamento, mas eu tenho que admitir que eu tenho mudado a cada dia e algumas pessoas tem percebido isso.

Hoje, pela manh, recebi uma mensagem inesperada: Estou orgulhosa de voc! Tem conversado mais, est se abrindo, e at parou de roer unha...

Mais uma vez, uma simples atitude, uma simples mensagem, fez da minha manh mais alegre, embora ela tenha sido extremamente turbulenta. E me fez refletir o quanto eu tenho mudado. E como realmente as coisas mudam quando eu mudo. bem verdade, que as pessoas vo mudar quando eu comear aceita-las da maneira como elas so. Que os problemas vo mudar quando eu comear a pensar de outra forma e assim por diante. Realmente, tudo muda, quando VOC muda!!!!



Escrito por: Nathy �s 21:33
_____________________________



Segunda-feira , 04 de Fevereiro de 2008


 

        
                Coisas simples da vida....

Estava eu, assistindo filme num domingo a noite de carnaval, eis que meu celular toca.

Quando pego, vejo que uma amiga que no tenho mais tanto contato, embora ainda trocamos recadinhos no orkut, conversamos no msn s vezes, enfim...

Achei que ela estava apenas dando um toque no meu celular, como s vezes ela costuma fazer. Quando vi que insistiu, eu atendi:

 

- Al!

- Oi, Nathy!!! Tudo bem?!

- Oiii, tudo bem e vc?!

- Eu to bem, quanto tempo....liguei pra falar um oi

 

Falamos pouco tempo, e a ligao caiu. Dali 5 minutos, chega uma mensagem no meu celular:

 

Nathy, meus crditos acabaram. Desculpe! Eu escolhi gastar com voc. Beijos no corao!

 

So as coisas simples da vida, que fazem dela muito mais colorida!

 



Escrito por: Nathy �s 01:00
_____________________________



Domingo , 27 de Janeiro de 2008


 

O dia das pessoas que amamos

 

Eu estava lendo o blog da Helosa Periss hoje e as palavras dela me tocaram profundamente e essa frase, que ela citou em seu post, me inspirou a escrever.

Concordo com ela quando diz, que deveria existir o dia das pessoas em que amamos, pelo menos uma vez por semana.

A gente s se d conta que algum importante em nossa vida quando o perdemos, e a j tarde! Por isso deveramos tirar um dia em que ningum trabalhasse, onde pudssemos ter tempo para ligar para as pessoas, sair, bater papo, abraar, beijar e dizer: voc importante para mim.

Cada dia que passa essas coisas se tornam menos importante. A tecnologia tem atrapalhado as pessoas a terem contato fsico uma com as outras. claro que a internet ajuda. Um e-mail, um recado, mas nada como um telefonema, um encontro, um abrao um beijo, e uma conversa.

Hoje as pessoas no do mais parabns pessoalmente, raramente ligam umas para as outras. Tudo hoje se resolve pela internet.

Os dias passam, a gente vai deixando para amanh e nunca pensa que o amanh pode ser tarde. Agimos como se no soubssemos que as pessoas podem ir a qualquer momento, assim como ns tambm podemos.

 

preciso amar as pessoas como se no houvesse amanh.

 

 



Escrito por: Nathy �s 18:50
_____________________________



Quinta-feira , 17 de Janeiro de 2008


 

 

Uma felicidade sem explicao...

 

Como bom sentir isso que eu sempre desejei!

s vezes me sinto feliz momentaneamente e a, algo acontece, ou at mesmo os meus pensamentos, minhas fantasias, fazem com que os sentimentos mudem novamente.

Mas dessa vez uma sensao muito boa; a certeza. Um sentimento de segurana.

Eu nunca fui segura numa amizade. Por mais que eu fale que tenho uma melhor amiga, eu nunca acredito que eu seja a melhor amiga de algum.

Mas hoje, sem nenhuma palavra, sem nenhuma confirmao, eu pude por mim mesma, perceber que eu sou a melhor amiga de algum...

Que algum confia em mim e se abre comigo, como nunca se abriria com algum.

No h nada melhor do que ter uma amizade recproca.

No h nada que se compare a emoo de dividir segredos com algum que voc confia.

No h explicao para o sentimento que eu tenho de saber que algum confia em mim plenamente!
E no h explicao para a amizade entre duas mulheres com grandes diferenas de idades, que se amam como verdadeiras irms, que dividem segredos, e que confiam uma na outra, sem igual!

 

E s por hoje, uma felicidade sem explicao!



Escrito por: Nathy �s 21:36
_____________________________



Quarta-feira , 16 de Janeiro de 2008


 

 

Uma dor silenciosa...

 

Surge de repente...

No corao da gente...

Uma lembrana...

Um momento...

 

A dor da saudade...

Trs lgrimas de vontade...

 

Vontade de ter de novo...

Aquele momento...

Aquela alegria...

Aquela risada...

Aquela conversa...

Aquela companhia...

 

Companhia pra almoar...

Companhia pra fofocar...

Companhia pra assistir filme...

Companhia pra ajudar...

Companhia pra no fazer nada...

 

Companhia que tirava de mim o sentimento que sinto agora

 



Escrito por: Nathy �s 01:08
_____________________________



Tera-feira , 15 de Janeiro de 2008


 

 

De volta...

 

Cheguei!!! Feliz da vida...

Nunca imaginei que essa viagem me faria to bem, que me sentiria to bem e to a vontade longe de casa (mas perto das pessoas que eu amo). E como amo....cada dia mais e mais!

Foram 10 dias simples e inesquecveis!

Cheio de risadas, conversas na madrugada, filmes at 3h da manh e at bate papo at 6h da manh.

Minha solido foi embora, eu voltei a sorrir, a gargalhar e h muito tempo eu no chorava de RIR!

No foi uma viagem de passeios, de festas...

Eu simplesmente fiquei em casa, curtindo quem eu amo, sorrindo, me divertindo sem sair de casa.

E o dia que estava programado para eu ir embora, foi realmente triste e surpreendente! Tive reaes inesperadas: Passei mal, fiquei angustiada, triste e no sentia vontade de voltar para casa. Nunca imaginei que eu sentiria isso. Eu que nunca fui de ficar mais de uma semana longe de casa.
E eu realmente no fui embora no dia combinado. Fiquei mais 2 dias e confesso que acho que se pudesse ficaria por muito mais tempo. Eu no vi os dias passarem e eles passaram rpido demais!

Vim embora com um aperto no corao, mas vim a viagem inteira sorrindo, porque eles estavam l! Estavam comigo, me trazendo de volta e me fazendo mais uma vez me sentir amada...

Dedicando-me msicas, cantando e me fazendo ver desenhos em nuvens...

A viagem passou rpido demais e pela primeira vez pude viajar sem remdios, tranquilamente!

Despedir-me foi triste. Minhas gargalhadas ficaram em Marlia, e a saudade logo chegou pra ficar.

Sinto-me triste agora, porque no sei quando viverei tudo isso novamente.



Escrito por: Nathy �s 15:53
_____________________________



Domingo , 30 de Dezembro de 2007


 

 

FELIZ ANO NOVO!!!!!!

 

Bom, vai chegando final de ano e eu como blogueira, gosto de escrever sobre o ano que passou. Gosto de relembrar momentos. Confesso que sempre fico melanclica nessa poca. mais um ano que est indo, coisas que a gente vai perdendo (embora ganhe outras), mudanas surgindo, enfim...

Eu no tenho o que reclamar de 2007. Foi um ano turbulento, mais cheio de conquistas e vitrias. At agora nenhum ano foi melhor que 2004, esse sim ainda est no meu corao, mas 2007 tambm foi um ano de diferenas, de crescimentos.

Eu comecei o ano viajando, passei dias com minha amiga em Sorocaba. Vivemos momentos inesquecveis, nos divertimos muitos, viajamos juntas, conheci So Paulo, fui ao museu de Lngua Portugus (que encanto!!!), fomos ao Hopi Hari, assistimos filmes, tiramos muitas fotos e fofocamos demais.

Enfrentei o segundo ano da faculdade, me adaptei melhor, mas infelizmente j estou indo para o ltimo ano, ainda com aquele pensamento de que a faculdade no a melhor poca da vida de uma pessoa.

Sim, eu vivi momentos muitos divertidos, conheci pessoas novas, vivi coisas diferentes, sa, dancei, beijei, e ri muito, mas isso ainda no ganha do meu terceiro colegial (foi l que eu me diverti e encontrei amigos verdadeiros que vo ficar pra sempre na minha memria e corao).

claro, eu tenho sentimentos: gosto da minha turma de faculdade, e s vezes de pensar que esse ltimo ano, d um friozinho na barriga, mas tambm confesso: no vejo a hora!!!!
Esse ano tambm foi um ano de realizao profissional, que foi conseguir trabalhar onde eu sempre sonhei. Conheci pessoas fantsticas, e eu acredito que onde quer que eu v trabalhar, em nenhum lugar eu vou entrar pessoas to humanas, como eu encontrei no Colgio Londrinense.

Esse ano eu me diverti: fiz coisas diferentes, experimentei coisas novas, fui alm daquilo que eu esperava de mim. Vivi a vida como deve ser vivida por uma menina da minha idade e ainda acredito que tenho muito que viver.

Passei minhas frias de Julho novamente com minha amiga de Sorocaba, embora tenha ficado doente, pudemos desfrutar da companhia uma da outra.

Continuei e continuo fazendo terapia, as coisas mudaram completamente: passei a ir de 15 em 15 dias e depois voltei para 1x por semana novamente. Minha psicloga foi muito mais alm, me colocou no div e ali estou at hoje. J me abri completamente, fiz confisses jamais feitas e s vezes sinto que no tenho mais nada para falar, mas tambm sinto que quanto mais me abro, mais problemas aparecem para serem tratados. Hoje eu entendo o que uma terapia!

E tambm entendo o que um psiquiatra, o que tomar remdio, enfim...

Eu que sempre fui to feliz apesar dos meus problemas, nunca me imaginei tomando remdio, muito menos comear tomando to nova assim. Mas ... esse ano eu cheguei ao psiquiatra! A insnia, a angustia, a dificuldade em chorar estavam me sufocando, me fazendo mal e eu tomei a deciso, a psicloga achou que deveria mesmo procurar um mdico e foi o que eu fiz. Hoje ainda estou em tratamento, tomo apenas ansiolitico, e entendo que remdio s vezes preciso, e a terapia tambm... Mas cima de tudo LUTAR!

Passei por momentos muito triste, angustiantes: fiquei sabendo que minha melhor amiga ia embora da cidade e isso no entrava na minha cabea. De agosto em diante, eu sofria demais, mas chegou uma hora que eu comecei a compreender e aceitar a situao. As coisas foram mudando o tempo foi passando e h pouco tempo eu me despedi dela. E hoje eu estou de malas prontas para ir ao seu encontro: passar o Reveillon juntas, e mais alguns dias desfrutando da companhia uma da outra...

Por isso minha gente, eu fico por aqui...mas eu volto!

 

Feliz ano novo para todos os meus visitantes.

 

E QUE VENHA 2008...

 



 



Escrito por: Nathy �s 18:46
_____________________________




 

 

Quantas coisas, quantas fases...

 

Ontem, deitada em minha cama, mesmo depois de ter tomado meu remdio para dormir, me perdi em pensamentos e um deles foi pensar em como tudo aquilo mudou.

Me lembrei do comeo, como era diferente ao ver no que hoje se tornou.

Ela era minha professora, e eu nunca imaginei que um dia a gente pudesse ficar to amigas a ponto de chamarmos uma a outra de irm, por mais que ela tenha idade para ser a minha me.

No princpio era tudo to complicado. A timidez tomava conta de mim...mas foram muitas histrias e muitos momentos juntas!

No comeo eram cartinhas, bilhetes, e-mails e s vezes os seus telefonemas (que por incrvel que parea, eram sempre nas horas em que eu mais precisava). As coisas foram mudando e at visitas a sua casa eu fiz, e ento a intimidade foi crescendo e eu passei a dormir tambm: assistir filme, fofocar de madrugada, ajudar na mudana, enfim...

Passamos por fases e fases e hoje estamos aqui, mais unidas do que nunca. E quem diria, eu preparando minha mala, para ir ao seu encontro: uma semana juntas, passando reveillon longe da minha famlia, dormindo fora de casa, enfim...diferenciando minha vida e reconhecendo o verdadeiro amor de uma amizade!



Escrito por: Nathy �s 00:31
_____________________________



Segunda-feira , 24 de Dezembro de 2007


 

Ento bom Natal....

 

Mais uma vez estou aqui escrevendo sobre o natal. Como todos j sabem sou extremamente melanclica nessa data. Esse ano estou melhor, mas a ceia me deixa totalmente angustiada e ainda no descobri o porque disso.
O importante lembrar o real significado da data e fazer com que Jesus seja nossa maior alegria nesse dia. S isso me deixa realmente em paz. Confesso que embora eu tenha esse sentimento, acho a data mais linda do ano, porque nasceu a pessoa mais importante de nossas vidas (da minha pelo menos).

Eu desejo a todos os visitante do meu blog um FELIZ NATAL e que o verdadeiro significado da data esteja bem presente em cada lar, cada famlia, cada corao. Que Deus abenoe!!!!

 



Escrito por: Nathy �s 02:20
_____________________________



Quarta-feira , 19 de Dezembro de 2007


 


             Despedir d febre (Guimares Rosa)

 

 E o dia chegou! Por mais longe que eu achava que ele estivesse. A realidade estava sempre muito distante de mim e minha ficha demorava a cair. Tem momentos que eu ainda no acredito, no parece que isso est acontecendo. tanto drama por algo to simples aos olhos dos outros, porm para mim no to simples assim.

O que mais me doeu no foi a partida, foi a maneira como eu reagi. No consegui chorar, no consegui falar o que gostaria, no consegui demonstrar todo amor que eu sinto. Eu sei que no precisava, pois ela me conhece o suficiente para perceber meus sentimentos, mas no era assim eu gostaria de ter reagido.

Aquela cena no me sai da cabea, mas eu realmente no tinha o que fazer e fiz o que estava ao meu alcance. Confesso que achei que naquele momento eu no ia conseguir segurar as lgrimas, pois estava realmente sofrendo junto, mas elas no brotaram, e eu s sentia um aperto muito grande no meu corao e a nica coisa que eu podia ter feito era abra-la e foi o que eu fiz.

Ainda estou triste, muito triste....Tomei remdio para dormir e acordei a noite inteira. Queria entender o que acontece com a nossa cabea, por mais que a gente tente parar de pensar. Por que acordar vrias vezes com aquela situao (ou pessoa) na cabea? Dorme e acorda como se nem tivesse dormido. O que resolve tomar um remdio to forte?

Eu no sei, estou to perdida! To desorientada...to triste!

 

 

 

S na agonia de nos despedir somos capazes de compreender a profundidade de nosso amor (George Eliot)

 



Escrito por: Nathy �s 23:55
_____________________________



Domingo , 16 de Dezembro de 2007


 

 

Atrs do sorriso, uma lgrima...

 

No que eu no queira, apenas no consigo. J tentei, gostaria que fosse diferente, mas no consegui derrubar uma lgrima. Um aperto toma conta do meu corao, me sufoca, me d nsia de vmito e no consigo colocar para fora da melhor forma, que seria deixar as lgrimas percorrerem meu rosto. Dessa vez gostaria muito de poder chorar sem controle, sem me preocupar com terceiros. E isso j no o que me limita, eu apenas no consigo. Bloqueei totalmente. No tenho reaes, no consigo. A dor grande, a tristeza profunda e machuca demais. A emoo imensa, sangro por dentro e isso me faz to mal...

Eu preciso reagir, deixar a emoo fluir, sem bloqueios, sem medo...

O que ser que me faz ser assim?  

 

 

 

"Se meus olhos mostrassem o fundo da minha alma; todos, ao me verem sorrir, chorariam comigo" - Kurt Cobain



Escrito por: Nathy �s 18:50
_____________________________



Sexta-feira , 14 de Dezembro de 2007


 

 

 

Guardo demais...

 

E j no cabe mais

Paralisei totalmente

Sem reao

Sem palavras

Sem atitudes

Sem choro

Muita dor

Muita angstia

Muita tristeza

 

J no cabe tudo isso dentro de mim



Escrito por: Nathy �s 22:34
_____________________________



Quarta-feira , 05 de Dezembro de 2007


 

 

"E o vento vai levando tudo embora...."

 

H um ano (dezembro do ano passado), eu torcia por um grande sonho profissional e esse sonho foi realizado. Tudo aconteceu muito rpido e como eu realmente desejava. Fui muito abenoada. Muitas coisas aconteceram, muitas coisas mudaram, muitas pessoas entraram na minha vida, e muitas delas me fizeram mudar e crescer. Foi um ano complicado, mas posso garantir que de vitrias e de sonhos realizados.

Hoje eu parei para refletir como Deus me abenoou esse ano, mesmo com tantos problemas. Por isso acredito que tudo que tem acontecido, por mais difcil que seja de aceitar, l na frente eu serei recompensada.

Eu no sei o que vai acontecer daqui pra frente. s vezes eu penso em desistir, mas creio que o que acontecer beno de Deus, mesmo que eu s consiga enxergar l na frente.

Estamos no fim de mais um ano, e como esse no podia ser diferente de todos os outros, eu j estou melanclica e me lamentando pelas perdas e mudanas, que por mais difcil que seja (sempre foi) de aceitar, eu sei que so construtivas.

Agradeo a Deus pelas oportunidades colocadas na minha vida, por eu ter sido uma pessoa to abenoada, pelos meus sonhos terem sido to perfeitamente realizados. Por conseguir trabalhar onde eu sempre desejei um dia, por ter como aluna algum to especial na minha vida, que me ensinou a ENSINAR, a ter pacincia e a am-la ainda mais. Por ter colocado ao meu lado todas as manhs uma pessoa que confiasse em mim, que me ensinasse e me corrigisse quando preciso e que acima de tudo se tornasse minha amiga; algum que via no meu olhar a minha tristeza e a minha alegria, mesmo por to pouco tempo juntas.

E o final chegou...como nada dura pra sempre, as coisas vo mudar, as pessoas se vo, enfim...

Eu me lamento, mas tambm agradeo.

 

 

 

Por enquanto, s consegui escrever at aqui, mas h muitos pensamentos, precisando ser traduzidos em palavras. Preciso me organizar e voltar a escrever. Outros textos ainda viro...

 

 

 



Escrito por: Nathy �s 20:04
_____________________________



Sbado , 27 de Outubro de 2007


 

 

Sonha demais e no vive

 

 

Sinto falta do que no vivi

Tenho vontade de fazer

Aquilo que o tempo no permitiu

Ou fui eu que no permiti

 

Seria bom no me arrepender

Das oportunidades perdidas

Das palavras pensadas e no ditas

Das atitudes desejadas

Porm no praticadas

 

Sinto falta do tempo

Do tempo perdido

De no ter tido tempo

De ter perdido tempo

De no ter tido coragem

De ter perdido a coragem

 

Agora nada posso fazer

Nem adianta lamentar

Apenas caminhar

Caminhar em direo ao novo

Tentando no errar

E no me magoar

 

 

 

 

 

 



Escrito por: Nathy �s 14:57
_____________________________



Segunda-feira , 15 de Outubro de 2007


 

 

Sofre demais e no grita...

 

Tem horas que eu acho que no vou agentar
De repente a dor  tanta

E ningum nunca vai entender

Simplesmente porque no sabe o que penso

E muito menos o que sinto


Quando penso, sinto

Quando sinto, di...

Di muito...

No me venha com palavras de conforto

Nada vai me confortar...



Escrito por: Nathy �s 23:12
_____________________________



Domingo , 07 de Outubro de 2007


 

 

preciso saber viver....

 

Algo estranho h no ambiente

Uma certa melancolia

Como se de repente

Fugisse de mim toda alegria

Entretanto, nada mudou...

E, ests aqui...

Com o mesmo encanto.

Mas por que h no ar, saudade sua?

Se a vida resume-se no presente

Que importa amanh, sua partida?

Preciso viver o dia intensamente

E deixar que a dor na alma sentida...

Lgrimas faa verter...

Somente no momento da despedida.



Escrito por: Nathy �s 13:10
_____________________________



Segunda-feira , 01 de Outubro de 2007


 

 

Sei que fao isso pra esquecer...

 

Eu fujo da realidade, eu evito, eu finjo estar bem, eu dou risadas quando o que eu mais queria era chorar...

Ningum sabe, mas eu penso, eu lembro, eu choro, eu sofro...

A realidade ainda est distante, e quando ela tenta se aproximar, faz doer meu corao.

Por isso eu fujo, eu engano, e sei que isso no vai durar pra sempre.

Mas eu fao isso pra esquecer...

Porque vai ser difcil sem voc!



Escrito por: Nathy �s 20:51
_____________________________



Domingo , 09 de Setembro de 2007


 

 

O Semblante sorri, mas o corao chora...

 

 

 [...] Eu fiz o que realmente meu corao pedia, mas por este corao ser to sensvel e amar tanto, que ficou  mais triste.

No me arrependi em nenhum momento e ainda pretendo aproveitar mais vezes cada instante que ainda tenho, mas o corao se despedaa e chora por dentro ao lembrar da realidade.

Eu posso estar sangrando por dentro, mas por fora eu sou s sorrisos. Algumas vezes isso no me faz bem, pelo menos dessa vez no me fez. Eu desejaria ter te dado outra resposta, ter deixado as lagrimas preencheram meu rosto, e principalmente ter as deixado cair sem controle, mas no foi assim que agi.

 



Escrito por: Nathy �s 22:06
_____________________________